Nova York, cidade das opções


Eu sempre quis conhecer Nova York desde pequena, e os verdadeiros culpados disso são os filmes que me acompanham quando eu ainda nem sabia direito o que é viajar. Há um exemplo que todos vão concordar comigo: Esqueceram de mim 2, perdido em Nova York. Com esse filme, não tem como não ter muita vontade de ir a NY, com todas as suas paisagens, o movimento pré natalino, os enfeites e a tradicional e natural (sim, natural) árvore de natal no Rockfeller Center. É de endoidar a cabeça de qualquer um. Aí vieram outros filmes que foram gravados na cidade, como ABC do Amor, Apaixonados em Nova York, Outono em Nova York, Mensagem para você e outros que vão mostrando o quanto a cidade pode ser apaixonante, e é. A gota d'água foi quando comprei a série completa de Sex and the City e assisti tudo, pois as quatro amigas Carrie, Samantha, Charlotte e Miranda possuem suas histórias desenvolvidas e narradas quase por completo na cidade. E na série em questão, Nova York não é apenas um local ou um "plano de fundo" onde ocorre a história, mas sim é a paixão delas. Chega até a ser mais um personagem, glorificada, deslumbrante e acolhedora, onde tudo acontece, onde tudo ainda pode acontecer, onde tudo é glamouroso, como elas mesmas dizem. Mas Nova York é sim tudo isso conforme tudo sempre dito, aliás, como todos dizem, principalmente nesta época do ano, onde a neve cai sem pudores.
Vejamos bem, na série cada dia as amigas saem para almoçar, jantar, tomar café, dançar ou até mesmo para jogar conversa fora em um bar/restaurante/cafeteria/boate diferentes. Elas nunca repetem, e vira e mexe elas vão à inauguração de uma boate ou restaurante que está ocorrendo na cidade. Em um dos episódios uma delas chega até mesmo a dizer "Fulano de tal tinha que vir justo nessa inauguração? Tem várias pela cidade...". Ficção? Não, realidade. Para vocês terem uma ideia, há em NY nada mais nada menos que 20 mil restaurantes. E isso porque não faço ideia de quantas são as cafeterias e boates. É coisa demais, e o que não faltam são opções para nativos e turistas. Os bairros também são segmentados de acordo com o público, que por sinal não costumam se misturar. Assim você já fica sabendo para onde ir e encontrar sua turma.
Se você quer namorar, tem os restaurantes românticos, dos mais diferentes estilos, à sua escolha. O mais indicado que já fiquei sabendo é o The River Café. Para quem quer uma noitava inesquecível, uma das melhores boates é o Marquee, e para quem quer comer com estilo, em um dos mais famosos restaurantes de NY, então a melhor opção é o Daniel (www.daniel.nyc.com). Para quem gosta de ambiente e comida chinesa, o caminho é para a Chinatown (as quatro amigas inseparáveis vão passear por lá em um dos episódios), isso sem falar que a cidade tem um pedacinho de cada canto do mundo abrigada em suas ruas e bairros. Ninguém fica deslocado ao visitar a ilha de Manhattan.
Nessa época de inverno nova-iorquinho o que não faltam são opções para turistas se divertirem. São pistas de patinação no gelo, com aluguel de patins em torno de U$10, onde se pode patinar todo agasalhado, no meio do Central Park, com uma vista deslumbrante em volta, incluindo o Edifício Dakota, no qual já moraram personalidades ilustres, como Roberta Flake, a atriz Lauren Bacall, dentre outros e, esse prédio é ainda mais famoso e reconhecido, já que é o edifício no qual John Lennon morou e morreu, quando um fã o assassinou com um tiro, na sua porta. Sua viúva Yoko Ono reside no prédio até hoje, e milhares de fãs de todo o mundo visitam o local, levando fotos, cartas, lembranças, sentimentos à morte do astro que já atingiu 30 anos. O prédio foi concluído em 1882, e é um orgulho para os nova-iorquinos.
Para aqueles que gostam de museu, não deixem de ir ao Planetário do Museu de História Natural, que possui ainda outras atrações. Para quem não sabe, é o museu onde foi filmado o longa Uma Noite no Museu. Para quem se lembra do filme, sabe as atrações que o museu abriga, que são inúmeras. Uma passadinha na gigante loja da Apple, e nas tantas lojas de grife como Tiffany, Dior e Manollo Blank são uma obrigação, lojas nas quais Carrie Bradshaw e cia esbanjam luxo e irreverência. E para aqueles que morrem de medo do frio, toda a cidade possui aquecedores. Casacos só são realmente necessários na hora de andar pelas ruas.
Enfim, as quatro amigas da série nos mostram direitinho o que espera o turista que vai à cidade. Elas patinam no gelo, saem às compras, se sentam no parque para tomar um sol enquanto comem e conversam, e andam de carruagem pelo Central Park. Não sei se todos possuem disposição e disponibilidade (inclusive financeira) para tanto, mas que já vamos a Nova Yorque cheios de expectativas e com grande vontade de desbravar a inspiração de tantos filmes, seriados e espetáculos, ahhh isso vamos sim!
New York, New York ;)

^^

Read Users' Comments (4)

4 Response to "Nova York, cidade das opções"

  1. Tiago, on 1 de fevereiro de 2011 14:43 said:

    Excelente texto! Com certeza NY deve ser encantadora! Creio que ao pisar na Times Square sentirei como se já tivesse passado por lá antes!
    É interessante também ver como os preços estão caindo para viagens Brasil - EUA, hoje até pessoas mais simples podem dividir uma viagem dos sonhos em 10x!

  2. Romulo, on 14 de fevereiro de 2011 16:08 said:

    Oi Roberta, adorei o artigo. Nova Iorque é fascinante para todas as tribos. Gostaria de deixar uma dica para seus textos serem melhores ainda. Tente incluir espaços entre os parágrafos, bullets e marcadores para tornar a leitura mais organizada. Ler na tela do computador é muito cansativo e é bom deixar o texto "respirar"...
    abraço.

  3. Roberta von Zastrow, on 14 de fevereiro de 2011 20:06 said:

    Olá, Tiago! Obrigada pelo comentário! Pois é, o governo americano está vendo no brasileiro um tremendo visitante em potencial, facilitando sua ida. O brasileiro é um dos únicos a ir para lá e deixar boa parte do seu dinheiro, o que deixam os americanos de olho em nós! =)
    Beijos :*

  4. Roberta von Zastrow, on 14 de fevereiro de 2011 20:09 said:

    Olá, Rômulo! Gostaria de agradecer sua visita e comentário! Aprecio muito dicas e sugestões, e achei a sua muito construtiva. Realmente andei olhando os artigos e vi que estavam digamos "carregados". Já seguindo sua dica, acabo de postar mais um, com espaços entre os parágrafos e com as palavras-chave em negrito. Espero que tenha melhorado e facilitado a leitura, depois você me conta!
    Obrigada e seja bem-vindo ao Beira do Caminho! =)
    Um abraço!

Postar um comentário